DE 08.12.2018 a 15.12.2018

MOSTRA DE CINEMA POLONÊS – 100 ANOS DA RECONQUISTA DA INDEPENDÊNCIA

O Consulado Honorário da República da Polônia em São Paulo e a Associação dos Cineastas Poloneses apresentam a Mostra de Cinema Polonês, celebração mundial dos 100 anos da Reconquista da Independência da Polônia. A programação já passou pela Europa, América do Norte, Ásia e Oceania. Agora chega à Cinemateca e possibilita que o público brasileiro conheça um pouco da história do cinema do país.

A linha da curadoria se apoia na atuação de protesto do cinema polonês, sendo selecionados filmes nos quais os realizadores reivindicaram a independência da Polônia. O panorama apresenta oito longas-metragens realizados por consagrados cineastas do passado e da atualidade, os quais percorrem diferentes períodos históricos do país. São duas obras que abordam o período das partições da Polônia, três filmes sobre a Segunda Guerra Mundial e três situados no período socialista, da República Popular da Polônia.

Referência inegável do cinema polonês, a mostra exibirá três títulos de Andrzej Wajda: Cinzas e diamantes (1958), sobre os dilemas de um soldado do Armia Krajowa (Exército livre da resistência polonesa) no último dia da Segunda Guerra Mundial; O homem de mármore (1976), reflexão sobre o período pós-guerra na república socialista, vencedores dos Prêmios da Crítica dos Festivais de Veneza e Cannes, respectivamente; e também, Terra prometida (1974), indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, assim como Dias e noites (1975), de Jerzy Antczak, e diversos filmes poloneses entre as décadas de 1960 e 1980.

Em um recorte de produções mais recentes, estão filmes que tratam da Segunda Guerra, do Holocausto e da resistência contra os nazistas, alguns ainda inéditos no circuito comercial brasileiro: Volínia (2016), de Wojciech Smarzowski, O pianista (2002), de Roman Polański – vencedor de três Oscar, e Varsóvia 44 (2014), de Jan Komasa. Por fim, a mostra ainda contará com a pré-estreia de Guerra fria (2018), de Paweł Pawlikowski – mesmo diretor do longa-metragem vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, “Ida” (2013). O cineasta ganhou a Palma de Ouro de Melhor Direção no Festival de Cannes em 2018, com este filme sobre um amor impossível na década de 1950, princípio do difícil período do conflito entre as duas potências hegemônicas da época, os Estados Unidos e a União Soviética.

Toda a programação tem entrada gratuita. Os ingressos serão distribuídos na bilheteria uma hora antes de cada sessão, sujeito à lotação da sala.

Sábado

08.12.2018 | 17:30

Sala BNDES

Cinzas e Diamantes

Sinopse

No último dia da Segunda Guerra Mundial, Maciek, jovem soldado do Armia Krajowa – o Exército de livre resistência polonesa –, recebe como missão assassinar um líder comunista. Perplexo com a repentina transformação de aliados em inimigos, ele decide se divertir por uma noite. É quando se apaixona por Krystyna, uma garçonete, fato que o coloca em dúvida sobre sua missão.

Ficha Técnica

Direção: Andrzej Wajda
Ano de Produção1958
Cromia: Preto e Branco
Duração: 108′
Formato de Exibição: DCP
Formato Original: 35mm
Título Original: Popiół i diament
País de Origem: Polônia
Elenco: Zbigniew Cybulski, Ewa Krzyżewska, Wacław Zastrzeżyński

Sábado

08.12.2018 | 20:30

Sala BNDES

Guerra Fria

Sinopse

O conturbado romance entre o pianista de um grupo de música folclórica da Polônia, e Zula, uma das suas cantoras e bailarinas, ao longo de duas décadas. Prêmio de Melhor Direção no Festival de Cannes deste ano.

Ficha Técnica

Direção: Paweł Pawlikowski
Ano de Produção2018
Cromia: Colorido
Duração: 88′
Formato de Exibição: DCP
Formato Original: Arquivo digital
Título Original: Zimna Wojna
País de Origem: Polônia, França, Reino Unido
Elenco: Joanna Kulig, Tomasz Kot, Borys Szyc

Domingo

09.12.2018 | 17:00

Sala BNDES

O Homem de Mármore

Sinopse

Em 1976, uma estudante de cinema, Agnieszka, tenta convencer um editor a fazer um documentário sobre Mateusz Birkut, líder proletário cuja carreira terminou inesperadamente no começo dos anos 1950. Depois de algumas negociações, ela finalmente começa a pesquisa para a obra. As investigações sobre as causas do sucesso e da queda de Birkut e uma verdade amarga sobre o sistema.

Ficha Técnica

Direção: Andrzej Wajda
Ano de Produção1976
Cromia: Colorido e P&B
Duração: 161′
Formato de Exibição: DCP
Formato Original: 35mm
Título Original: Człowiek z marmuru
País de Origem: Polônia
Elenco: Krystyna Janda, Jerzy Radziwiłowicz, Tadeusz Łomnicki